ITEMM

BLOG

Jovem Aprendiz é mesmo necessário para a minha empresa?

Desde a promulgação da “Lei da Aprendizagem Juvenil” em 2005, milhares de jovens dos 14 aos 24 anos têm tido oportunidade de aumentar os seus conhecimentos e experiência profissional.

E por ser um plano muito benéfico no longo prazo, o número de jovens participantes do plano aumentou naturalmente. Só em Santa Catarina, esse número aumentou 12,1% de 2016 para 2017.

Por meio desse programa, os jovens podem encontrar o primeiro emprego com mais facilidade.

Além disso, por meio de treinamentos e cursos diversos, as funções desempenhadas pelos cargos de jovens aprendizes podem ser exercidas, facilitando a busca pela própria carreira.

Vimos que há muitos benefícios em integrar o plano na vida de jovens profissionais. Mas e a empresa? Quais são seus benefícios? Se você quiser saber mais, por favor, leia nosso conteúdo! vamos?

Incentivos fiscais

Independentemente do ramo de atividade da empresa, seja comércio, escritório de advocacia ou indústria de etiquetas anti-falsificação, o jovem aprendiz precisa pagar 2% da remuneração ao Fundo de Compensação Trabalhista (FGTS).

Esse recolhimento do FGTS é baseado nas horas trabalhadas, que é de apenas 6% neste tipo de contrato. Isso significa que a empresa também pode ter custos mais baixos contando com a ajuda de jovens profissionais.

Aviso de isenção de pagamento

Outra motivação para a empresa empregar um modelo de recrutamento mais ágil para recrutar jovens profissionais é a dispensa de avisos pagos quando o contrato de estágio expira ou é cancelado. Além disso, a empresa está isenta de quaisquer multas rescisórias por demissão.

Ou seja, por exemplo, se sua empresa se dedica à fabricação de moldes para injeção de plástico e passa por um processo de redução de custos por fatores externos negativos, a empresa não precisará de custos adicionais, assim como os jovens não serão prejudicados. Contratos de trabalho mais flexíveis e informais.

Contrato a termo

Outra vantagem do plano Jovem Aprendiz é que a empresa e os jovens profissionais podem agendar contatos específicos e realizar todas as atividades com o maior plano.

Além de profissionais que receberam boa formação e adquiriram conhecimento e experiência, a empresa também poderá solucionar suas necessidades neste período. Por fim, com o término do contrato de trabalho, a organização também fica isenta de multas adicionais.

Aumentar os princípios organizacionais e a cultura da empresa

Por fim, a contratação de um jovem profissional não reflete apenas a grande responsabilidade social da empresa, mas também o foco na formação e na contratação de jovens que não têm outra opção de inserção no mercado de trabalho.

Mas esta é também uma oportunidade para a empresa consolidar e promover os seus princípios e valores, proporcionar um modelo de recrutamento diversificado e garantir uma boa experiência profissional aos jovens aprendizes.

Então, por exemplo, se sua empresa possui placas de circuito impresso frente e verso e ainda está expandindo esse tipo de contratação, isso não só abrirá as portas para novos profissionais capacitados, mas também irá valorizar a imagem e atitude da empresa. Atitude positiva!

Agora que você já conhece quais são as principais vantagens de contratar um jovem aprendiz em sua empresa, o que está esperando para tornar isso realidade e se destacar diante do mercado com jovens capacitados? Gostou do post? Aproveite para acompanhar outros dos nossos artigos!

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *